Do Dia da Independência e das marchas contra a corrupção

Sete de setembro, dia da Independência do Brasil e, pelo visto, dia de muitas “marchas contra a corrupção”. Foi uma ampla distribuição de clichês do tipo “é, o povo brasileiro tem que se mobilizar”, “temos que cobrar dos políticos”, “na Europa esses escândalos não ficam impunes”. Isso vindo de pessoas, em tese, esclarecidas…

Espero sinceramente que quem participou desse evento tenha ido com a motivação de aparecer e de “fazer uma social”, porque se a nossa juventude realmente acredita que essa marcha ajuda a resolver os problemas do país, então a nossa “Mãe Gentil” está perdida. Foram lá, pintaram a cara, “Galvão filma nóis”, e aí? Mudou o quê? O Brasil não muda com isso, simplesmente porque ele é feito por BRASILEIROS. Os políticos, tão execrados, são também BRASILEIROS.

Antes de falar em “mudar o Brasil”, precisamos mudar os brasileiros. E não com essas balelas retóricas, mas com uma mudança pessoal. O que vai mudar o Brasil é o desenvolvimento da consciência de cada cidadão de que é bom ser honesto, é bom ser sério, é bom ser comprometido com o seu trabalho, é bom ter cuidado com o patrimônio público.

Isso na teoria é óbvio, mas nossa prática está muito longe disso. Desde a escola o brasileiro já está com a mente formatada para “se dar bem”. O brasileiro acha bonito não fazer nada e depois alguém colocar o seu nome no trabalho; acha bonito estar recebendo um salário para ficar jogando paciência, em vez de se dedicar ao trabalho; acha bonito receber um troco a mais na padaria ou no mercado e não devolver; acha bonito receber seguro-desemprego ou auxílio-doença e pedir para o patrão não assinar a carteira de trabalho, para não perder os benefícios. E depois reclamam dos políticos…

Então, Brasileiros, menos manifestos no Facebook, clichês e tinta na cara. Mais trabalho, seriedade, estudo, dedicação e honestidade. Isso sim vai mudar o Brasil.

Anúncios

Sobre ociolivre

A prática do ócio livre era o ideal de vários filósofos antigos. Onde nossas reflexões nos levarão?
Esse post foi publicado em História. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s