Gustavo Cerati e a “Zona de Promesas”

Hoje acordei com uma necessidade absurda de escutar rock argentino. Sou completamente apaixonada por Fito Paez, que é uma das minhas almas gêmeas (ao lado de Chamfort). Comecei o dia ouvindo o último CD do Fito, Confia, que ficou tocando em looping enquanto eu trabalhava. Após isso, Seru Giran com Seminare (acho que ouvi umas 10 vezes), Sui Generis (Canción para mi muerte), Charly Garcia (Viernes 3AM). Amo tudo, mas não era isso que meu coração pedia. Até que cheguei nele: Gustavo Cerati. Puente e Crimen são músicas que amo, mas ainda não era o que eu queria ouvir.

Então cheguei em Zona de Promesas. E me deu uma tristeza tão grande imaginar Gustavo, esse gênio, em coma há quase um ano e meio. O que será que acontece com essa mente tão brilhante agora? Por onde tem andado nesses meses sem contato conosco?

Não posso resistir ao clichê de desejar que no final haja uma recompensa para o sofrimento da família, que é imenso, e para a esperança de milhões de fãs que esperam que Gustavo Cerati acorde e nos brinde novamente com seu dom.

“Tarda en llegar
y al final
al final hay recompensa
en la zona de promesas.”
Anúncios

Sobre ociolivre

A prática do ócio livre era o ideal de vários filósofos antigos. Onde nossas reflexões nos levarão?
Esse post foi publicado em Música. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s