Da necessidade de sentir, e do sofrimento e da esperança como atestados de vida da alma

Às vezes é difícil distinguir o que estou buscando, ou do que sinto falta. Mas suspeito que o que me faça falta sejam sensações… Acho que não é só comigo que isso acontece, e o exemplo mais clássico são aquelas amigas que ficam reclamando de saudades de ex-namorados que elas mesmas tachavam de imbecis. Penso que, nesses casos, do que realmente sentimos falta é a sensação de segurança e conforto que um relacionamento nos dá, aquela sensação de estar bem quentinha embaixo de um edredom, enquanto a chuva bate forte na janela…

Penso que sentir é o principal, é o que nos faz vivos. Diz Schopenhauer que com a velhice “as impressões não aderem mais em nós, passando sem deixar traços, os dias precipitam o seu curso, os eventos perdem sua importância e tudo se reveste de um matiz pálido”. É isso, vamos deixando de sentir. E o que fazer quando “as impressões não aderem mais em nós” antes dos 30?

Pois é, estava com essa dúvida até dias atrás, e isso já vinha de alguns anos. E é impressionante como muita coisa que construímos pode ruir muito rapidamente. Como a noção de que ninguém nos faria felizes, ou que não conseguiríamos jamais nos interessarmos por alguém novo. Que estaríamos mortos por dentro.

Não sei se o que sinto vai se concretizar, provavelmente não (afinal, essa é a história da minha vida), mas acho que não me importo. Só o fato de ter sentido alguma coisa “quentinha” de novo me fez feliz. Como li não sei mais onde, o sofrimento é um atestado de vida da alma. Penso que o mesmo vale para a esperança

Mesmo que ela não dê em nada, senti-la foi bom. E por hoje isso me basta.

Anúncios

Sobre ociolivre

A prática do ócio livre era o ideal de vários filósofos antigos. Onde nossas reflexões nos levarão?
Esse post foi publicado em Alma gêma, Cotidiano, Filosofia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s