Um momento poético do grande Victor Hugo

“Amigos, não aprofundem os sonhos queridos;

Não remexam o chão das planícies floridas;

E quando se oferecer aos olhos um oceano que dorme,

Nadem na superfície ou brinquem na beira;

Pois o pensamento é sombrio! Uma rampa insensível

Vai do mundo real à esfera invisível;

A espiral é profunda, e quando nela se desce,

Incessante se prolonga e segue alargando,

E por ter tocado em algum enigma fatal,

Dessa viagem obscura se volta tantas vezes pálido!

[…] Ah! Esse duplo mar do tempo e do espaço

Em que o navio humano sempre passa e de novo passa…”  Victor Hugo

Anúncios

Sobre ociolivre

A prática do ócio livre era o ideal de vários filósofos antigos. Onde nossas reflexões nos levarão?
Esse post foi publicado em Frase do dia, Poesia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s