Da temporada na prisão

Mais uma vez, falta luz aqui em casa… Então bora escrever sobre novelas mexicanas à luz de velas!

Bem, outro elemento clássico nas novelas mexicanas é a temporada da mocinha na prisão. Claro que ela nunca é culpada; está sempre presa injustamente e, clichê dos clichês, assumiu uma culpa para livrar uma pessoa querida. Na prisão ela terá que enfrentar uma presa barra-pesada e/ou uma carcereira escrota, mas sempre terá uma amiguinha do bem.

Maria do Bairro, coitada, teve que encontrar Penélope na prisão e ser “monitorada” pela Rosenda, tudo isso para salvar o filho ingrato. Paulina Martins, para não macular a honra da irmã e da família Bracho, também passou sua temporada na cadeia, com direito a assédio sexual do diretor. A Maria de “A madrasta” começou a novela terminando de cumprir sua pena, também não merecida. Ah, e temos uma versão roots/old school da prisão: a Inquisição! Em “Alborada”, Lucero-Hipolita é acusada pelo Santo Ofício de adultério! Nada pode ser mais dramático do que isso!

Claro que sempre há um plot twist e as mocinhas, depois de sofrer, têm seu valor reconhecido por colegas, carcereiras e advogados bonitões. Senão não seria novela mexicana, não é?

Afinal, se eu quisesse ver realidade, assistiria o “Brasil Urgente”.

Anúncios

Sobre ociolivre

A prática do ócio livre era o ideal de vários filósofos antigos. Onde nossas reflexões nos levarão?
Esse post foi publicado em Televisão e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s