Arquivo da tag: Morte

De Tolstoi

Depois de algum tempo afastada dos russos, voltei à carga com Ana Kariênina. Minha irmã, que havia pegado o livro com uma amiga, tentou me dissuadir de ler, com receio de que eu pulasse pela janela de casa. Após jurar … Continuar lendo

Publicado em Alma gêma, Literatura, Morte | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Da Necessidade de Novos “Cautionary Tales”

Penso que a adolescência deve ter sido difícil desde o princípio dos tempos, mas me parece também que, hoje, os adolescentes têm bem menos limites do que em qualquer outro momento. Não há freios, muito pouco é proibido. Em parte … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano, Literatura | Marcado com , , | Deixe um comentário

Do “Alfaiate Voador”

Felicíssima porque o trimestre do mestrado encerrou na semana do feriadão, resolvi aproveitar a liberdade para colocar as leituras em dia… Eis que quando lia a edição desse mês da querida “Revista de História da Biblioteca Nacional”, fui atropelada pela … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano, História, Literatura, Morte | Marcado com | Deixe um comentário

Do sentimento repetitivo de ausência de propósito

Periodicamente, minha mente é invadida por pensamentos desesperançados. Essa invasão é acompanhada por uma sensação de apatia, de languidez, de indiferença, alternada com surtos de ansiedade. Por vezes consigo relacionar essas sensações a alguma ocorrência, como alguma decepção, cansaço ou … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano, Filosofia, Morte | Marcado com , , | Deixe um comentário

Do incêndio na boate em Santa Maria

O incêndio na boate em Santa Maria, que matou mais de 200 pessoas, tem motivado muitas declarações levianas, imbecis e, algumas, lindas, nas redes sociais. Linda a história de um rapaz, militar, que havia conseguido sair do local, e retornou … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano, Filosofia, Morte | Marcado com , | Deixe um comentário

Do tempo para cada coisa…

Há tempo para tudo, já dizia o sábio que escreveu o “Eclesiastes”, que antes de ser um livro religioso, é um tratado de filosofia. Há tempo de revirar a própria alma e a dos outros, procurando entender como as gentes … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano, Filosofia, Morte | Marcado com , | Deixe um comentário

De um momento poético – parte 1

“O que fazemos com o corpo?” – Perguntam os homens, frios O que fazer com o corpo? Deixem-no ali, em qualquer lugar Sobre a mesa, no chão, atrás da porta Cuspam nele, chutem, ou o ignorem – A mim pouco … Continuar lendo

Publicado em Literatura, Morte, Poesia | Marcado com , | Deixe um comentário